Grátis: Manual do regimento de uma Comissão de Formaturas.

Grátis: Manual do regimento de uma Comissão de Formaturas.

Muito provavelmente, várias dúvidas serão levantadas  quando a galera decidir fazer a formatura. Um bom começo é conhecer para que serve cada cargo, como eleger os alunos e obviamente ler com muita atenção um estatuto ou regimento.  Saiba que muitas faculdades exigem este documento.

Todas estas questões devem ser consideradas, afinal, a comissão será a conexão e terá representatividade oficial entre as empresas contratadas para organizar a festa, o buffet e a empresa de fotografia e filmagem e toda a turma.

Veja como organizar uma comissão de formatura:

1. Formar a Comissão:

Organize uma reunião com os interessados em fazer parte do grupo. Atenção para o perfil da galera que irá assumir este compromisso importantíssimo para a vida acadêmica de muitas pessoas e que envolve dinheiro e as famílias:

Opte por alunos organizados; comprometidos; e com boa comunicação e engajamento com a turma.

2. Número de Integrantes:

Para uma turma de 45 estudantes, é indicado um grupo com 6 pessoas e se a turma for maior: no máximo 10 integrantes.

Nossa experiência diz que o ideal é que a comissão esteja pronta 2 ou 3 anos antes da data de formatura para ter mais tempo para arrecadar os recursos necessários para a festa.

3. Em relação aos cargos:

Basicamente, a comissão é formada por um presidente, um vice, um secretário, um tesoureiro e um conselheiro. Comissões mais estruturadas possuem o pessoal da comunicação, do marketing digital e etc. Entenda qual o papel de cada um:

A) Presidente

Cargo de maior responsabilidade pois  vai presidir as reuniões e autorizar as ações.  É o presidente também quem assina todos os contratos das futuras negociações. Por isso, é preciso que se trate de uma pessoa de extrema confiança da turma e da comissão.

B) Vice-presidente

Nas comissões modernas, o Vice acumula funções e pode atuar na comunicação ou no marketing entre outras. Na ausência do Presidente, ele substituirá as funções do mesmo.

C) Primeiro secretário

Deve ser uma pessoa organizada e competente. Tem o compromisso de manter a agenda da comissão em dia. Deve registrar todas as decisões e reuniões no livro de atas e colher as assinaturas.

D) Vice ou segundo secretário

Assim como o vice-presidente, esse cargo tem a  função de substituir o 1º secretário. É uma função opcional, requerido somente por turmas maiores ou com muitos compromissos.

E) Tesoureiro

Cuidará de todo o controle financeiro da comissão, pagamento de contratos e parcelas, arrecadação das mensalidades dos estudantes da turma e o balanço da conta bancária. Também ficará encarregado de manter um registro escrito de todas as negociações do grupo. Uma boa opção é pedir uma ajudinha para os amigos da administração ou da contabilidade se houver estes cursos na sua instituição. Se não, a galera da Status Formaturas, que sabe tudo sobre o assunto indica a solução para vocês!

ATENÇÃO: É importante frisar que, por assinar documentos de teor financeiro, o tesoureiro e o seu vice, necessitam de possuir uma situação regularizada junto à Receita Federal.

F) Vice-tesoureiro

Assessorar o Tesoureiro, com vistas a manter todas as contas, receitas e investimentos formatados e de maneira clara e transparente.

G) Conselheiros

Experiência é tudo! Convoque alunos veteranos para dar dicas e etc. A Status Formaturas – com mais de 20 anos de experiência – muitas vezes cumpre esta função assessorando as Comissões de ara que tudo dê certo!

4. Por onde começar?

Após a instauração da Comissão de Formaturas e a distribuição dos cargos, ainda é preciso tomar algumas medidas iniciais para que o grupo possa começar a exercer suas atividades.

BAIXE AQUI GRÁTIS A CÓPIA DO REGIMENTO DA COMISSÃO DA SUA FORMATURA

A) 1° ATO: O Estatuto

Uma das primeiras ações a serem tomada é a criação de um estatuto para que a Comissão possa agir como uma associação sem fins lucrativos e ser assim registrada no Cartório Civil de Pessoas Jurídicas.

O Estatuto é um documento formal que vai conter as normas definidas pela Comissão.  Somente assim, a Comissão passará a agir como uma pessoa jurídica e criar uma proteção legal sob seus membros e o mercado.

B) Demais Atos que devem ser discutidos na abertura dos trabalhos da Comissão:

. Apresentação dos integrantes da Comissão; ​a estrutura hierárquica e as funções, objetivos e metas de cada cargo;

. Os possíveis benefícios dos integrantes da comissão;

. O quorum de instalação e de deliberação da Comissão que vai resolver questões divergentes, caso necessário;

. Os estudantes que constituirão a associação e quais serão os seus direitos e deveres;

. A explicação sobre os prazos de pagamentos, com datas explicitadas e eventuais multas;

. A forma com a qual a comissão prestará contas à turma;

. O período de validade da constituição da Comissão de Formatura ( não acaba na festa não! Rs); ​

. O processo de dissolução da comissão;

. Quais serão os Canais de comunicação;

. Criação de um brasão ou logomarca;

. Criação do domínio na Internet na Comissão desenvolvimento das redes sociais e sites e etc.

Ufa! Com tudo isso definido, nosso último conselho é investir bastante na excelência da comunicação com os estudantes e com a divulgação de notícias, informações e eventos!

Por falar em eventos a Status colabora e registra todos os churrascos, festas e eventos para a galera. É só chamar! Boa sorte

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts